26 de out de 2012

A RAZÃO SUPREMA.

***

Pode a velha midia espernear o quanto quiser: a cara do Brasil está bem desenhada nas ilustrações abaixo.

Não é preciso ser analista político, nem juiz de direito, nem sociólogo, para compreender o ponto que estamos. Uma clara divisão entre ricos e pobres devidamente amparados pela direita e pela esquerda.

Não resta dúvida que a luta entre TRABALHO e CAPITAL continua viva e que a população, hoje, é muito mais politizada e informada. A informação, diga-se, deixou de ser posse daqueles poucos veículos; passa a ser difundida pelos diversos meios que cada grupo social dispõe.

Diante desta premissa - volto a dizer, baseada nas cores dos mapas abaixo - é fácil compreender as sentenças da AP 470. Os Supremos Juizes cansaram de emitir opinião quando consultados e, invariavelmente, tomaram posição. Sempre à favor do CAPITAL.

Posso citar inúmeros casos como o do banqueiro Daniel Dantas, beneficiado por dois Habeas Corpus em 24 horas, assinados por Dom Gilmar Mendes; sentado sobre a Constituição da República Federativa do Brasil, o STF mandou soltar outro banqueiro, Salvatore Cacciola. Tudo no estrito cumprimento da LEI!

Entretanto, quando se trata de TRABALHO, os Supremos Juizes se revestem na aura de intérpretes da LEI e julgam de acordo a "indícios", "presunção", "dominio do fato" e tantas outras artimanhas que lhes cabe manipular.

Não pretendo, como blogueiro, interpretar o caráter da sentença estabelecida na AP 470. Ninguém pode. Mas sou capaz de ler as entrelinhas das falas de Dom Barbosa e demais membros Supremos e concluir, por minha conta e risco, que este julgamento nada mais é que a confirmação que a JUSTIÇA brasileira continua se comportando como sempre se comportou: A LEI SÓ VALE PARA POBRE!

(Ninguém é capaz de me convencer que Genoino ou Dirceu enriqueceram no período de governo Lula).

Desta vez, entretanto, o alvo das garras do STF não são os Genoinos ou Dirceus. São todos aqueles que apoiam a mudança radical do projeto brasileiro. Coincidentemente, a popularidade do PT está nas periferias dos grandes centros, nos locais mais pobres, nos guetos. É lá que a distribuição de renda mais surtiu efeito. É de lá que se criou a "nova classe média".

Basta analisar os mapas abaixo.

Em São Paulo, Capital, o mapa de votação do primeiro turno para Prefeito é bem definido.

As áreas avermelhadas apontam vitória de Fernando Haddad, do PT, enquanto a área central, azulada, preferiu o candidato tucano José Serra.

Para quem não conhece, a área onde Serra teve  mais votos é o centro expandido, onde se localizam os bairros mais nobres da maior cidade do Brasil, enquanto praticamente toda a periferia, classes C, D e E, optou por Haddad.





Já no mapa ao lado, que mostra o resultado do primeiro turno na terceira maior cidade do Brasil, Salvador, Bahia, é igualmente muito bem delimitada a força política de cada candidato.

Em azul, o Neto de ACM, do DEM, domina a orla marítima de Salvador, onde estão os bairros ricos, onde vive a elite econômica baiana.

A área em vermelho, distante da orla , escolheu Nelson Pelegrino, do Partido dos Trabalhadores, como seu candidato preferido, cujas propostas administrativas contemplam a maioria menos favorecida e carente.



É inegável a divisão eleitoral nestas duas capitais onde o embate se dá entre PT e oposição, entre direita e esquerda, entre Trabalho e capital.

***

Agora volto à leitura da AP 470.
Não importa o resultado das eleições deste próximo domingo. Os Supremos juizes conhecem as cores do Brasil, de nosso povo. Porisso, condenam baseados em indícios.

Posso concluir que a rigidez do julgamento ocorreu em virtude do quadro eleitoral. Cronometricamente pautado para proferir as penas entre o primeiro e segundo turno. O Supremo relator, Dom Barbosa, soube jogar para a platéia. Marcou viagem para tratamenteo médico e as sessões finais do julgamento serão adiadas. O cálculo foi preciso, mas o estrago não foi feito.


Um fato, que não passou desapercebido, comprova a ineficácia da tentativa de prejudicar o PT:
Não tiveram coragem, até agora, de incluir o Presidente Lula no processo, por mais que os partidos de oposição e a velha midia pedissem. Preferiram pendurar os pescoços de políticos ligados a Lula. Tiveram medo, foram mesquinhos no cumprimento da LEI.

Ou preferiram não provocar a massa.
Lula é querido por mais de 80% da população; a reação poderia tomar rumos incontroláveis num momento de expansão econômica.

***

Independente do resultado das urnas, a batalha prossegue. Onde - e como - vai terminar, ninguém sabe.

***

8 de out de 2012

PROFECIAS DE BOTEQUIM!

***
Ou:
BOLA DE CRISTAL SEM BATERIA!

***

Resultado das eleições municipais de ontem.
"Analistas" da velha imprensa fazendo cara de desgosto.
Quem assistiu a TV Cultura de São Paulo ontem, na mesa em que estava o sabe-tudo Fernando Rodrigues da folha*, durante entrevista de Russomano assumindo a derrota, viu, no corte na edição de TV ao vivo, o quanto os "analistas"  estavam preocupados com o possivel apoio de Russomano a Fernando Haddad. "Ele não vai apoiar Serra!", disse Rodrigues sem saber que estava no ar.

Não se realizaram as profecias da globo*, veja*, estadão* ou folha*.
O grande vencedor do primeiro turno foi um só: Lula da Silva!

As razões que me levam a esta afirmação são apenas 3:

1 - Colocou seu "poste" no segundo turno da eleição mais politizada do Brasil, no maior colégio eleitoral, onde as disputas nunca foram tão acirradas. Fernando Haddad, com reais condições de vitória no segundo turno terá, de acordo a pesquisas, apoio da maioria dos eleitores de Russomano e Chalita;

2 - Após a renúncia de João Paulo Cunha, condenado no processo do "mensalão", às vésperas do primeiro turno, o Partido dos Trabalhadores não esperava vencer em Osasco, com tanta facilidade, com o ilustre desconhecido Jorge Lapas. Obteve 60,03% dos votos enquanto o segundo colocado ficou com, apenas, 16,78%.

3 - E, talvez, a mais significativa vitória de Lula, foi ter atropelado, de uma só vez, o julgamento da Ação Penal 470, o "mensalão", o Ministro Joaquim Barbosa e toda a midia conservadora que não deixou de acusá-lo em nenhum momento da campanha. Diariamente, os "profetas de botequim" trataram de ligar Lula à "quadrilha de mensaleiros" (sic) na vã esperança de desqualificar seu apoio aos candidatos coligados pelo Brasil afora.
Minha postagem anterior a esta menciona o desejo de "expelir o PT dos grandes centros urbanos".



Houveram derrotas do PT, é claro.
Nenhum mortal seria capaz de dizer que apenas um partido ganharia tudo.
Algumas perdas foram doloridas para o Partido dos Trabalhadores, como, Recife e Belo Horizonte.
Entretanto, foi o único dos grandes partidos que obteve crescimento na quantidade de prefeitos eleitos em todo o país, conforme demonstra gráfico acima.

Todas as demais legendas importantes perderam espaço, sendo o PFL-DEM aquele que mais regrediu. PSB e PSOL conseguiram relevância no cenário nacional, mas ainda continuam sem muita expressão, apesar da consistência de crescimento em importantes colégios eleitorais.

Na soma total de votos em primeiro turno, o PT obteve 17,3 milhões de votos para prefeito, tornando-se o partido mais votado entre todos os concorrentes.

A lição que se retira destas eleições é óbvia e simples: se a participação dos Presidentes Lula e Dilma Rousseff nas campanhas fossa irrelevante, como queriam os "analistas", provou-se que a bola de cristal da midia estava sem bateria; deu-se exatamente o oposto e a força destas duas lideranças é cada vez maior.

***
* Este blogueiro recusa-se a grafar os nomes dos jornais folha, globo e estadão, e da revista veja, com as inicias maiúsculas.
 
***

6 de out de 2012

O PT CRESCE NAS ELEIÇÕES 2012.

***

Nos últimos 4 anos, desde a eleição municipal de 2008, o Partido dos Trabalhadores mostrou um crescimento robusto na sociedade brasileira.

É preciso lembrar que em 2010 o PT obteve uma vitória significativa na eleição presidencial - o combate entre Dilma Rousseff e José Serra foi, de certa forma, fácil para a hoje Presidenta. O país crescia de forma robusta, a economia mostrava sinais de solidez e o apoio do Presidente Lula foi decisivo, apesar da velha midia duvidar que um "poste" fosse eleito!

Hoje, 06 de outubro, véspera da eleição municipal, o quadro apresenta-se favorável aos candidatos do PT, sobretudo em relação a 2008. Apesar do bombardeio diário da imprensa; apesar da tentativa de colar a imagem da corrupção ao partido através do julgamento do "mensalão" pelo STF.

Uma análise dos números da corrida municipal feita nas cidades com mais de 200 mil habitantes, onde é possível o segundo turno, revela que há, hoje, mais candidatos petistas com chances de vitória  que em 2008.

Às vésperas da eleição passada, eram 33 os candidatos petistas com chances reais de vitória. Elegeu 20! Hoje, são 37 nesta mesma condição os candidatos do Partido dos Trabalhadores, crescimento de 12%.

Da oposição, vale ressaltar que o PSDB obteve crescimento maior. Em 2008, 23 candidatos tucanos tinham reais chances de vitória. Elegeu 13. Hoje, são 33 os que efetivamente estão em primeiro lugar ou em disputa para ida ao segundo turno, segundo pesquisas. Cresceu 43%.

É importante notar que o DEM, velho aliado dos tucanos desde o tempo do PFL, está minguando no atual quadro. É legítimo supor que o espaço conquistado pelo PSDB se deu mais pela fragilidade do DEM que por seus próprios meios.

***

A lição que se retira, mesmo antes do pleito, é que o eleitor decide seu voto de forma cada vez mais individual e deixa pouquissima margem de influência para a imprensa. E decide diretamente pela propaganda eleitoral e por apoios que este ou aquele candidato recebe.

Esta constatação vem do fato que vários candidatos petistas subiram nas pesquisas prévias com o início da participação efetiva de Lula e Dilma nas campanhas. Por mais que setores da velha midia tentem dizer que não, o apoio de Lula está sendo fundamental nos grandes centros e em importantes capitais.

Vejam o exemplo de Sâo Paulo, Capital: no início da corrida municipal, José Serra aparecia liderando de forma isolada. Celso Russomano vinha em segundo, distante. Fernando Haddad, era desprezado. Hoje, existe a real possibilidade de segundo turno entre Haddad e Russomano, deixando Serra em terceiro, segundo pesquisas desta semana. O forte crescimento de Haddad se deu com as primeiras aparições de Lula, conquistando preferência de eleitores que antes simpatizavam com Russomano ou Serra.

O mesmo se deu em Salvador: há 3 meses, o candidato do DEM era tido como vencedor no primeiro turno. Hoje, Nelson Pelegrino do PT já aparece na liderança das pesquisas locais. Da mesma forma, a virada aconteceu após comicio na cidade com a presençca de Lula, na Praça Castro Alves.

No jornal folha de são paulo* de hoje, uma frase emblemática assume a derrota da velha midia:

"Nos casos de os prognósticos atuais se confirmarem nas urnas amanhã, não ficará comprovada a tese de que o PT estaria sendo expelido dos grandes centros urbanos."

Tese ?
Formulada por quem ?
Baseada em quê 


O blog SANDÁLIAS DO PIRATA acredita que o Brasil continuará dando seu recado aos reacionários, para desespero dos poucos que ainda sonham com o retrocesso social, econômico e político; para os que ainda acreditam que são os donos da verdade e que tudo podem; para a velha midia, comprometida até o pescoço com os interesses mais escusos:

O PT CRESCE NAS ELEIÇÕES 2012!

***
* Este blogueiro recusa-se a grafar os nomes dos jornais folha, globo e estadão, e da revista veja, com as inicias maiúsculas.
***