18 de abr de 2008

Petrobras não é PetrobraX


Todo mondo sabe que Fernando Henrique Cardoso queria privatizar a Petrobras - encomendou um estudo para viabilizar a venda da estatal, e foi aconselhado a mudar o nome para PETROBRAX. - durante seu infeliz reinado. Não conseguiu; a sociedade brasileira não aceitaria, em nenhuma hipótese, desfazer-se de bem tão valioso a preço de banana, como foi feito com a maioria das empresas privatizadas nos anos tucanos. Basta ver o fiasco de José Serra ao tentar leiloar a CESP, a preço de mercado, e não conseguiu sequer um lance!
Agora, gestão Lula, soube-se de um mega campo de petróleo na bacia do Rio de Janeiro; Tupi e Carioca, somados, representam a terceira maior reserva de petróleo do planeta. A imprensa do mundo todo mencionou a possível descoberta como um fato extraordinário, que pode mudar o rumo da política internacional. Para nós, brasileiros, pode representar o acesso ao desenvolvimento.
Mas o quê a Globo, Folha, O Globo e Estadão dizem?
Que o diretor da ANP, o baiano Haroldo Lima, do PC do B, vazou a informação confidencial, e, porisso, deve perder o cargo e se recolher aos pensamentos comunistas de um sub-desenvolvido a trabalho do PT! Usaram outras palavras, mas disseram extamente isso!
O que fez Haroldo Lima, numa reunião a portas fechadas na FGV, foi mencionar o relatório publicado numa revista americana pela World Oil, ano passado, que citava a tal descoberta num tom técnico, para técnicos da área. Haroldo Lima deu uma informação que estava disponível até na internet, portanto, não foi um furo.
RESULTADO: a contragosto dessa imprensa pequena, foi a subida das ações da Petrobras na BOVESPA, contendo a baixa expressiva que se aproximava.
PERGUNTA: os supostos jornalistas que pediram a cabeça de Haroldo Lima, compraram ou venderam ações da Petrobras nesse dia?