29 de jul de 2012

STF: O PODER INÚTIL DA JUSTIÇA.

***
Vai começar o espetáculo que a velha midia aguarda há anos, aquilo que convencionou chamar de "mensalão".
Aparentemente, segundo alguns jornais, é desnecessária a reunião dos Ministros do Supremo Tribunal Federal para dar andamento legal ao processo: a sentença já foi dada!

De quebra, junto à condenação dos 38 réus do processos - ou, pelo menos, daquele que mais os interessa, José Dirceu - os quatro maiores veículos de comunicação brasileira decretaram também a INUTILIDADE do poder Judiciário, de sua mais alta Corte, de todos os seus membros e de todo o resto da população do Brasil.

Manchetes como as que se seguem, publicadas entre ontem e hoje, demonstram a real pressão exercida contra os Ministros que devem iniciar as sessões à partir da próxima semana. Para folha*, veja*, globo* e estadão*, será apenas um espetáculo para confirmar o desejo dos editores de economia desta midia podre.

 ***

 ***
***

Engraçado é que estes mesmos jornais reclamaram, recentemente, das atitudes tomadas pelos réus e por aqueles que acreditam na absolvição por falta de provas. 

Acusaram o Ex-Presidente Lula, o próprio José Dirceu, a CUT, e nós, blogueiros sujos, de tentar influenciar a decisão do Supremo.

As manchetes não deixam dúvidas quanto à tentativa deliberada de colocar a faca no pescoço dos Ministros, juízes que, em teoria, devem analisar os fatos perante a Constituição, e emitir seus pareceres diante da Lei.

Mas a lei, ora a lei, segundo essa gente sem caráter - a velha midia - só deve ser seguida para alcançar o desejo de condenação de seus opositores, o Partido dos Trabalhadores, Lula, José Dirceu e, por tabela, a própria Presidenta da República, Dilma Rousseff.

Em breve saberemos se os Ministros foram capazes de rejeitar a pressão, seja de que lado tenha sido feita. Teremos a revelação de que o Supremo Tribunal Federal é tão inútil como quer parte da imprensa ou, pelo contrário, é um poder efetivo e real da República.

Saberemos se os Juizes que se preparam para analisar as mais de 50 mil páginas do processos são meros marionetes ou - é o que este blogueiro realmente espera - os verdadeiros guardiões da Constituição do Brasil.

Tudo o que  a sociedade quer é um julgamento limpo e justo.

A sociedade já não é mais refém dos poucos editores do caderno de política nem do poder econômico que seus anunciantes detém. A informação, hoje, é plural e será espalhada mesmo contra a vontade dos atores políticos mais reacionários do Brasil.

Estamos de olho.
***

* Este blogueiro recusa-se a grafar os nomes dos jornais folha, globo e estadão, e da revista veja, com as inicias maiúsculas.

***

Nenhum comentário: