17 de mar de 2009

As patas e os dois Paraguais



Num evento realizado na cidade de Recife - PE, dois candidatos do PSDB à presidência da República lançaram suas campanhas.
Aécio Neves (MG) e Coroné José Serra (SP) são os pretendentes assumidos desde agora.

Os discursos foram ao estilo palanque, segundo matéria publicada no Diário de Pernambuco. Entre a defesa da gestão tucana no período do nefasto FHC a ataques ao governo Lula, do PT, os presidenciáveis desenvolveram uma estranha teoria à respeito do momento por que passa o PSDB.

O Complexo da Pata.

Assim falou o Coroné Serra:
"Mesmo pondo ovos maiores e mais nutritivos do que a galinha, a pata não faz estardalhaço. A galinha põe um ovo menor e faz barulho".


Apesar de se acharem patos, os tucanos não conseguem alçar vôo rumo à presidência da República. Não desconfiam que suas posições neo-liberais, largamente utilizadas na gestão FHC, são repudiadas pela população de um modo geral. Amarram suas patas nos grandes centros urbanos do país, mas será nas regiões mais distantes do Sul/Sudeste que as eleições serão decididas.

Os investimentos sociais em áreas negligenciadas por presidentes anteriores, onde a carência absoluta é imensa, é o alvo do governo do Partido dos Trabalhadores e a razão da enorme popularidade de Luis Inácio Lula da Silva.

Enquanto isso, no estado mais rico do Brasil, São Paulo, administrado pelo Coroné Zé Serra, recursos são mal investidos pelo pato-tucano.

O exemplo está num livro de Geografia, para alunos da sexta série, distribuído nas escolas Estaduais. O mapa da América do Sul inclui duas vezes o Paraguai, segundo a Folha Online.

(O mapa ao lado mostra a divisão geopolítica correta da região.)

A Secretaria de Educação já descobriu o erro e teria publicado uma errata em seu site, mas só para professores, com acesso por senha.

Um professor de São José do Rio Preto disse que identificou a falha no mapa em sala de aula. O erro foi motivo de piada entre os alunos. Segundo ele, há erros em quase todos os cadernos, mas, geralmente, são de grafia, não de informação. Cingapura, por exemplo, foi grafado com "s". Mas o erro do mapa, diz, "é gravíssimo", diz a matéria da Folha.

Esta é a gestão tucana. Prover os alunos da rede pública de informações incorretas - e culpar a gráfica pelo erro.

Julgam-se mais preparados que o atual presidente a ponto de criticar, como fez o Vice-Coroné Tasso Jereissati (CE), a cirurgia plástica da Ministra Dilma Rousseff. Ou como o presidente da sigla, Senador Sérgio Guerra, ao acusar o PT de não construir casas populares.

As patas, ao botarem seus ovos, preservam, através do instinto, sua espécie.
Os tucanos-candidatos, ao contrário, pensam apenas na sobrevivência política individual de suas lideranças e não se importam com as necessidades mais urgentes do Brasil.
Acham essa história de política social um tédio!

Que vão botar seus ovos lá no Paraguai, então!


***

Nenhum comentário: