7 de jul de 2011

BARRACO NO SENADO FEDERAL.

***
O candidato derrotado nas ultimas eleições presidenciais, José Serra - freguês do PT - protagonizou um verdadeiro barraco na semana passada, em pleno gabinete do senador paranaense Álvaro Dias, em Brasilia.

Dedo em riste, aos gritos, tirou satisfações do deputado federal Marcus Pestana, mineiro, mas tão tucano quanto ele, por este ter supostamente falado mal de Serra em maio passado.

Na presença de mais de vinte pessoas, tom de voz alterado (para cima), disse que " éramos amigos!".

"Tá doido, Serra?", respondeu Pestana sem pestanejar. (NdoR - desculpe).


A explicação pela fúria tucana deve-se ao empenho que Marcus Pestana teria feito para reconduzir outro candidato derrotado, Tasso Jereissati, à presidência do Instituto Teotônio Vilela - cargo cobiçado por Serra, que acabou sendo compensado com o comando politico do PSDB, cargo inventado para não deixar José Serra sem ter o que fazer da vida.

Mal agradecido!
Pestana foi o mais serrista dos mineiros, cujo dono do PSDB local é Aécio Caí-do-Cavalo Neves, inimigo número 2 de José Serra. (O inimigo número 1 é Lula, por tê-lo derrotado seguidamente). Mesmo assim, tratou o deputado de forma ríspida e sem qualquer educação na frente de inúmeros correligionários.

- "Se eu apresento recortes de jornais vou te deixar constrangido", continuou Serra, e finalizou o entrevero com um "... sossegue agora!" ainda mais deselegante.

Este blog recomenda chá de semente de sucupira como calmante ao derrotado Serra, freguês do PT.
Estas sementes são facilmente encontradas em casas de produtos naturais

***
Fontes da notícia - O Globo e UOL.
Obs - Chá de semente de sucupira também é um santo remédio para a coluna.
Coluna dorsal, quis dizer!
***

Um comentário:

Anônimo disse...

Se eu fosse esse deputado, teria metido a mão nas fuças dele!