7 de set de 2008

O GOLPE

Passei a segunda metade do mês de julho e o mês de agosto inteiro sem postar, esperando que a mídia divulgasse o MOVIMENTO FORA GILMAR, que cito no post abaixo.

Nada.

Nem uma palavra.

Entretanto, a grande imprensa do país concentrou esforços para aumentar o tom das críticas ao governo brasileiro, principalmente para que se esquecesse o caso Daniel Dantas.
O delegado do caso DD foi afastado. Fizeram estardalhaço com os métodos da Polícia Federal; o STF se intrometeu na ação da PF ao limitar o uso de algemas; o ministro Gilmar Mendes apareceu na mídia como um grande homem, do lado da lei, dando pitacos no governo.
E o caso Daniel Dantas ficou esquecido ... escondido nas entrelinhas de colunistas oportunistas que se dizem jornalistas.
Vegonhoso!

A última, agora de revista Veja da editora Abril, foi atribuir a ABIN - e, em consequência, ao governo Lula - grampos telefônicos ao ministro Gilmar Mendes numa conversa com o senador Demóstenes Torres.
Provas? Desnecessárias! A editora Abril e o Sr. Civita consideram desnecessário provar o que escrevem. Mandei uma lista de perguntas ao jornalista Josias de Souza, da FSP, que aguardo as respostas. Coloco-as aqui:

1) Onde está a mídia gravada com a conversa supostamente grampeada?
2) Quem gravou? Se não podem divulgar o nome do araponga, em fidelidade ao sigilo da fonte, que digam se ele é funcionário da ABIN ou de alguma empresa privada de investigação.
3) Onde está a transcrição da conversa grampeada?
4) Porque o restante da imprensa brasileira noticiou o fato do grampo como verdadeiro, se não podem comprovar a veracidade da informação?'
E, por fim, 5) O que mais, ou quais outras conversas relevantes do ministro, ou do senador, foram grampeadas e qual seu conteúdo?

A explicação a tudo isso é uma só. A popularidade do presidente Lula, em alta constante e consolidada, representa crescimento nas campanhas municipais dos candidatos do PT e dos partidos aliados ao PT.
A Folha de São Paulo, através de seu jornal eletrônico www.uol.com.br admite, neste dia 07 de setembro de 2008, que a base aliada do PT lidera as pesquisas em 20 das 26 capitais brasileiras.
Isso sem mencionar os principais centros metropolitanos do Brasil, cidades que terão prefeitos eleitos que se colarem à imagem de Lula. Este fato é relevante, e merece ser levado em conta.

Enquanto as oposições, principalmente PSDB e DEM, percebem que perdem espaço diante da política social implantada por Lula e sua equipe, tentam se apoiar em notícias plantadas e/ou inventadas, divulgadas por um jornalismo comprometido que só pensa em seus próprios interesses. E esse acúmulo de mentiras e difamações ruma à campanha política de 2.010!

A lógica da canalhice política que sempre dominou este país é: se Lula ampliar sua base de apoio nas prefeituras importantes será difícil, se não impossível, não verem o próximo presidente da República ser alguém apoiado por Lula.

Esta é a democracia que prega a direita brasileira, representada por PSDB e DEM. Destruir, através de meios baixos e predatórios, a imagem de pessoas que sempre lutaram por um Brasil diferente, melhor, mais justo.

Só espero que não tenham êxito nessa tentiva de golpe. O povo, beneficiado pelas ações retas e objetivas do governo Lula, lhe dá respaldo, demonstrando não acreditar na mídia golpista, aumentando, a cada pesquisa, a credibilidade e aprovação ao governo do PT.
O povo não é burro!

Nenhum comentário: