28 de set de 2008

O PRÍNCIPE DAS ASTÚRIAS


Não podia deixar de postar à respeito da sensacional vitória do espanhol Fernando Alonso, o Príncipe das Astúrias, no circuito de Singapura.
.
Foi a primeira corrida realizada à noite, sob luz artificial, e Alonso deixou sua marca de campeão registrada na história do automobilismo mundial.
.
Antes da corrida, no sábado, a Renault de Alonso já demostrava excelentes condições de pista, tendo feito o melhor tempo antes da cronometragem oficial para a pole position.
.
Na pista, confirmou seu excepcional desempenho. É certo que foi beneficiado pela falha de box da Ferrari que deixou Felipe Massa fora do páreo, mas, devido ao acidente com Nelsinho Piquet, também da Renault, a entrada do Safety Car foi determinante para o resultado da corrida.
.
Mesmo que não tivesse ocorrido o problema de Massa, a Ferrari não venceria; Niko Rosberg, com sua Williams meia boca levava vantagem por ter reabastecido antes do acidente de Nelsinho.
.
Fernando Alonso conduziu seu carro para a vitória com muita elegância e habilidade; por mais que meu amigo Raphael Medeiros estivesse torcendo pela Ferrari número 2, todos vimos o melhor piloto em atividade receber a bandeira quadriculada. Ele merece. É o melhor.
.
Para mim, Lewis Hamilton será o campeão desta temporada. Mc Laren é Mc Laren, e vai levar mais um.
.
O ruim das corridas de Fórmula 1 continua sendo o monopólio da Globo nas transmissões. O infeliz do Galvão Bueno está cada dia pior, com comentários despropositados e sua insistência em tentar traduzir os diálogos dos pilotos com os boxes. Seu inglês é tão fraco que só dá mancada!
.
E, por falar em boxes, foi espetacular a mensagem que Alonso recebeu de Flávio Briatore ao ultrapassar a linha de chegada em primeiro. Sei bravo ... sei bravo ... catso!

Nenhum comentário: