14 de set de 2009

O Coroné vetou.

***
Quando um Coroné resolve uma coisa, está resolvido.
Sempre foi assim nos currais eleitorais.
Vetar, segundo Houaiss, é proibir ou não autorizar; impedir, vedar.
Na ânsia de ser aceito como o candidato a candidato à presidência da República em 2010, o Coroné Serra proibiu, impediu, vedou o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, de se lançar candidato a governador do estado.


O raciocínio é simplório, próprio de Coronéis que não precisam de nada mais além de sua otoridade para impor um desejo: ao imaginar que um cenário de confronto entre Alckmin e Kassab pode desgastar sua imagem, ordenou ao prefeito que fique quieto em seu lugar. O Coroné quer Alckmin como candidato e ponto final.
Não devemos esquecer que o Coroné Serra é hoje o governador, portanto está tratando de sua própria sucessão; ao anunciar que não será candidato a reeleição, está se lançando em campanha oficialmente à presidência da república. Bem antes do tempo.
Também não podemos esquecer que Gilberto Kassab, o prefeito-boneco, é do PFL e, teoricamente, nada deve ao tucanato do Coroné. Mas, como disse antes, o desejo do dono do curral é superior e deve ser acatado.
Nos tempos idos, quando um sujeito tinha o título de Coroné, era visto como um tipo mediocre e atrasado; manipulador de opiniões e dono de grande poder de convencimento atrávés da chantagem. Antigamente, Coroné que prestava andava armado de espingarda e cercado de capangas.
Hoje, o Neo-Coronelismo à Paulista revela a face moderna deste velho estilo: controle total de políticos inexpressivos, uso da máquina governamental para fazer propaganda de si próprio, controle da imprensa através de jornalistas de quinta categoria que se prestam a este Coroné na esperança de ganhar um posto no governo.
Mudaram os métodos.
Mas os objetivos continuam os mesmos na busca pelo puder.
***

4 comentários:

Anônimo disse...

Serra tambem anda armado e cercado de capangas.
é especialista em emboscadas e adora vender o patrimonio dos outros.

Pra se eleger preseidente é capaz de mandar matar. Não é pessoa que se possa confiar.

Jose Sergio da Silva disse...

Comparar o governador Serra a um coronel de nordeste é a coisa mais idiota que existe.

Ele é muito bem avaliado pelos paulistas eqt Lula só é bem avaliado por nordestinos.

JULIO PEGNA disse...

Jose da Silva, esse teu preconceito é só contra nordestinos? O Coroné Serra manda e desmanda na politica regional, em SP, como faziam os coronéis de antigamente.
Avalie melhor esse seu ponto de vista racista e regionalista, pois "teu" governador age como os coronéis do nordeste agiam ....

x da questão disse...

Jose Sergo da Silva, voce esta vivendo em outra dimensão ou é funcionario do Serra, cara de uma espiada por ai e depois escreva algo verdadeiro, ha ja tentei navegar nos blogs e sites tucanos mais la não deixam comentar.