22 de set de 2009

A queda do playboy.

***

No ano de 1993 tive a oportunidade de estar à mesa com Flavio Briatore.
Era sábado, véspera do GP Brasil; eu trabalhava como intérprete do CEO de uma petrolífera francesa, patrocinadora da Equipe Williams.
Acompanhei o grupo de cinco ou seis pessoas a um dos melhores restaurantes de São Paulo. Nossa mesa era a mais animada, pois o francês Alain Prost tinha feito o melhor tempo do dia, e largaria na pole position na largada do domingo.
De repente, surgem duas figuras no restaurante e se aproximaram da mesa. Eu não os conhecia, mas o pessoal do grupo levantou-se e acenaram para os dois homens, que se aproximaram. Sentaram. Eles não falavam francês e o inglês deles tinha um terrível sotaque italiano.
Jantamos todos num clima muito amigável.
A certa altura perguntei a um dos franceses do meu grupo quem eram aquelas duas figuras. Um deles, o mais educado, era Luciano Benetton. O outro, que falava mais alto e ria de modo estridente, chamava-se Flavio Briatore.
Os nossos pilotos tinham feito dobradinha no treino de qualificação. Prost em primeiro e Damon Hill, também da Williams, em segundo. Os pilotos deles largariam em quarto e sexto, com tempos bastante inferiores aos nossos. Eram Michael Schumacher e Ricardo Patrese, da escuderia Benetton-Ford, que daria o título de campeão mundial a Schumacher no ano de 1995.
A impressão deixada por Briatore era a de um homem esperto, uma raposa. Atento a todos os diálogos da mesa, se comportava como se quisesse aparecer mais que os outros. Prestei muita atenção no que Luciano Benetton dizia; transmitiu muita segurança em tudo o que disse. Um homem inteligente.
Seu chefe de equipe, Flavio Briatore, era apenas um playboy interesseiro. Nada mais.
Esta semana, foi desmascarado e caiu.
Nunca deveria ter sido aceito no circo da Formula 1.
***
O resultado do GP Brasil de Formula 1 - Interlagos, 1993:
1. Ayrton Senna - McLaren Ford
2. Damon Hill - Williams Renault
3. Michael Schumacher - Benetton Ford
...
21. Rubens Barrichello - Jordan Hart
***

Nenhum comentário: