29 de abr de 2010

MAIS UMA DO MANÉ!


O patético ex-cineasta de uma só película, metido a intelectual com ares de guru da Praça Castro Alves, Arnaldo Jabor, o Mané, falou ontem no Jornal da Globo.

Queria falar sobre violência, um dos inúmeros temas que ele domina profundamente (!) e começou citando Carlos Lacerda ...

Jabor era nascido à época do então governador da Guanabara, que disse que acabaria com os pobres de seu estado.

Tentou acabar. O Mané deve lembrar disso. Se não, alguém, por favor, dê o recado a ele.

Carlos Lacerda se notablilizou por acabar com a mendicância no centro do Rio de Janeiro. Em poucas semanas, os pedintes começaram a desaparecer, até que uma moradora de rua, ex-nadadora profissional, ganhadora de inúmeras competições, contou o que acontecera.

Disse que eram abordados por equipes do Lacerda que prometiam alojá-los em lugar seguro. Iam de carro até uma base aérea e os embarcavam em helicópteros militares. Partiam rumo ao Oceano Atlântico, onde eram atirados ao mar, a algumas milhas de distância.

Ela, a moradora de rua sobrevivente, nadou por várias horas até alcançar a praia.

Este episódio ficou marcado no governo Lacerda. Mesmo assim, o Mané cita Lacerda como bom governante, como alguém que controlou a pobreza e a violência no Rio.

 É uma pena que gente despreparada tenha acesso a microfones!

***

2 comentários:

VERA disse...

Que calhorda!

JBmartins disse...

Ele so não é despreparado, é um vendido, que não tam nem ai para o Povo.