17 de set de 2010

Informação de caráter duvidoso.


***

Fartamente divulgado pela midia corporativa, o affair Erenice Guerra, ex-Ministra da Casa Civil, está passando dos limites do jornalismo. Sob pretexto de produzir conteúdo para rechear suas matérias, veículos se afundam em seus próprios delirios persecutórios.


Prender seus rabos a informações de caráter duvidoso só leva a um final: a falência total da credibilidade.

A queda da Ministra Erenice, tratada como braço direito da candidata Dilma Rousseff, tomou contornos de novela mexicana. Usam qualquer subterfúgio para associar o nome de Dilma a um escândalo, nem que para isso sirvam-se da voz de um criminoso recém saído da prisão.


Veja abaixo a reprodução da condenação de Rubnei Quicoli, denunciador do "esquema" da Casa Civil, tratado como galã pelos telejornais, acusando Erenice Guerra e sua familia e envolvendo o nome de Dilma Rousseff, para regozijo da canalha midiática.


Diz a juíza, Dra Carla dos Santos Fullin Gomes, na sentença:

... o réu coagiu testemunha ... incompatibilidade de sua personalidade com regime prisional mais brando ... pena de 02 (dois) anos de reclusão...



Entre seus crimes, está o flagrante de roubo de um BMW e o porte de sete notas falsas de R$ 50. Também foi condenado por receptação de carga roubada e coação de testemunha. Gente boa, hein?




Imagem retirada do blog Tijolaço.com.


O aspecto fascista da cobertura eleitoral, produzido pelos grandes veiculos de comunicação, beira a irresponsabilidade. A falta de honestidade em assumir suas preferências, aliada à perda da noção de ética, gera distorções desastrosas para a Democracia.


Em troca do desejo de criar instabilidade politica, cujo único objetivo é levar a eleição presidencial ao segundo turno, abusam de mentiras e calúnias. Acusam, sistematicamente, qualquer pessoa ligada ao Partido dos Trabalhadores; a Lula e Dilma Rousseff. Enfiam, sempre que possivel, com um tom de culpabilidade, o ex-Ministro José Dirceu, cassado pelo Congresso Nacional mas ainda não julgado, nas reportagens que tratam do PT. Até os blogs de apoio a Dilma foram taxados de sujos.


Chegam ao cúmulo de escrever editoriais, como este recorte ao lado, retirado do jornal Folha de São Paulo de hoje, exigindo que parem as ações de um grupo politico, o Partido dos Trabalhadores, cuja candidata representa a vontade popular expressa pelo voto, conforme atestam as pesquisas de opinião. Como se fossem os donos da verdade, imputam a si próprios o dever de resguardar os interesses do Brasil, relegando a população à condição de estúpidos e incapazes.


Se não for mais possivel aceitar o resultado das urnas; se o voto popular não puder mais representar o desejo da sociedade, que se mude o regime. Mas, enquanto vivermos num Estado democrático, os desejos de cada cidadão, de cada eleitor, devem ser respeitados. Nem que estes desejos sejam diferentes daqueles que a midia escolheu como certos.


Nem que tenhamos que colocar a midia comprometida com interesses obscuros em seu lugar, junto a sua credibilidade. Ao nivel do chão, onde ela se arrasta esbravejando um poder que não tem mais.


***

2 comentários:

Adriano Vieira disse...

Grande Julio...

Mais um excelente artigo meu caro, recheado (como já era de se esperar) daquela singular exautação à figura petista. rsrsrs... Parabéns amigo.

Eu, como você sabe, não sou nenhum adepto a política do presidente Lula. Principalmente em se tratando de política externa. Gosto do bom político, do político capaz, responsável, íntegro, singular (figura que, todos os dias, perco a esperança de encontrar).

Quando o vejo escrevendo tão "belamente" sobre o PT, fico assustado... sinceramente, me assusto.

Partido, na minha concepção, é a MAIOR falha no sistema democrático. Isto porque eles NÃO representam o povo (como foi previsto no seu período inicial), e sim seus partidários.

Mudando um pouco de assunto... Essa sua afirmação abaixo, caro Júlio, me assustou:

"[..]o Partido dos Trabalhadores, cuja candidata representa a vontade popular expressa pelo voto, conforme atestam as pesquisas de opinião."

O Bolsa família não é visto somente como uma grande vergonha por grande parte dos intelectuais brasileiros, mas também é visto como a maior máquina eleitoreira que o Brasil já viu. Criação, claro, dos "anjos" petistas e do Lula... QUE IDÉIA GENIAL!!! Porque ninguém pensou nisso antes??? -- Um "VALE-VOTO" autêntico!!! Dê um "dinheirinho" aos pobres (e a muitos ricos também, já que o sistema não funciona mesmo) -- Eles ficam felizes e votam na próxima incompetente que se candidar jurando "sucessão" (voltamos a era monárquica - literalmente) à um programa que deveria servir como ação temporal, mas que servirá sempre de ajuda eleitoral aos petistas.

O Lula e o pessoal dele são GENIAIS... Tenho que me levantar, sacudir a poeira dos altos impostos que pago, e bater palma: O Brasil é um circo, onde a piada já vem pronta. =/

Anônimo disse...

Caro Adriano, eu voto na Marina,ms mesmo assim senti uma grande acusação da sua parte contra o povo, você certamente não deve ser um cidadão de classe baixa, pois esse seu argumento de vale voto, é extremamente tucano, pois , com todo respeito, 72% de aprovação do povo é muita coisa, e isso está perdurando, e não é só o Brasil e seus brasileiros na maioria, é o mundo...Não substime o nosso povo meu caro.
Abraço
Paulo