8 de fev de 2010

CASSETETE NO POVÃO!

***
E GÁS DE PIMENTA NA CARA!
É isso que a policia militar de São Paulo fez esta tarde, em frete à Prefeitura da Capital, para afugentar manifestantes, moradores do Jardim Pantanal.
Diga-se, de passagem, eram pessoas que protestavam contra o descaso do poder estadual e municipal em relação às vitimas das enchentes.

Para quem ainda não sabe, alguns bairros da capital paulista estão alagados há mais de 45 dias. Para quem ainda não sabe, a exigência dos manifestantes era, simplesmente, a abertura da barragem da Penha, do Rio Tietê, que está impedindo que as águas recuem.
O descaso é tamanho, que usaram cassetetes e gás de pimenta em quem está submerso em águas imundas, sujeito a toda sorte de doenças e infecções, sem amparo nem esperança!
Assim caminha a maior cidade do Brasil, administrada por gente incompetente aque acha que democracia se faz com porrada de polícia.
Serra e Kassab: uma dupla prá lá de desqualificada!

***

O MEDO DE FHC.

***
Foi só divulgarem pesquisas colocando a Ministra Dilma Rousseff se aproximando do Coroné Zé Serra, na corrida ao Planalto, que apareceu FHC, o nefasto, para soltar o verbo.
Disse o que se esperava. Nada de novo. Leia aqui e aqui.
O ex-Presidente, como sempre, fala mais do que deve. Abusa nas críticas como se tivesse condições morais para tanto. FHC quebrou o Brasil e, diante do sucesso do Presidente-operário, vê-se numa situação desconfortável.
Pior para ele - e para a direita brasileira - é o franco crescimento da candidata de Lula diante do inexpressivo Coroné Zé Serra. Insiste que seu governo foi tão bom quanto o atual. Mas não é o que o brasileiro pensa. Pelo contrário. Recentes sondagens mostram que 76% dos brasileiros se dizem insatisfeitos com os 8 anos de governo tucano.


A reação do Partido dos Trabalhadores - e da Ministra Dilma - foi imediata. Ao rebater as críticas de FHC, o nefasto, deixaram claro que o caminho a ser seguido é aquele que o povo deseja, ou seja, a continuidade do governo Lula.

Dizer que a atual politica econômica é sequência à do governo tucano é embromação: nos sombrios anos 90, FHC, o nefasto, vendeu a quase totalidade do patrimônio público. A preço de banana. Só não privatizou a Petrobrás e o Banco do Brasil por pressão da sociedade. O próprio candidato Geraldo Alckmin, nas eleições de 2006, não tentou defender as privatizações.

Agora, diante do fracasso iminente do candidato tucano nas eleições de outubro, tentam qualquer artifício para reverter a situação. Nem que para isso usem o subterfúgio da mentira estampada em manchetes forjadas da midia mais comprometida do planeta.

Não haverá sossego até as eleições.

A direita está disposta a tudo para retornar ao poder. Uma campanha suja e desleal está em curso; resta a eles a radicalização.

O medo de FHC é evidente. Seu candidato-Coroné não aparece para o debate.

Está mudo.

Quanto a FHC, o nefasto, melhor seria guardar seu rancor. Entrará para a história como um Presidente neoconservador que, de forma nociva e intencional, colocou o Brasil de joelhos diante do grande capital externo. A seguir nesta toada de criticas infundadas, só irá piorar sua biografia.

***

4 de fev de 2010

O VICIO DA MENTIRA - II

***

O nem tão simpático sujeito aí ao lado, chamado de Josias de Souza, é um CARA DE PAU.
Tem a desfaçatez de se dizer jornalista.
Tem um blog onde costuma vomitar suas asneiras e está sempre pronto a destilar um veneno próprio dos funcionários da imprensa corporativa, quando se trata de falar do Partido dos Trabalhadores e do Presidente da República.
Vai ver, é pau mandado; cobra criada; capacho de madame.
Postou à respeito de matéria publicada na TIME / CNN norteamericana, que trata da condição de saúde de Lula diante da sucessão presidencial.
Veja reprodução abaixo e, ao lado, comentário do editor deste blog que o Josias, obviamente, do alto de sua postura democratica e honesta, censurou!

Saúde de Lula pode afetar campanha de Dilma.

Uma frase afirmativa que ele remete a autoria à TIME.

Agora, veja abaixo a postagem original da TIME reproduzida à partir do site da revista:

Um pequeno detalhe no título da matéria demonstra a tentativa de fraude das palavras. O título em inglês foi traduzido corretamente, mas o cara de pau esqueceu o PONTO DE INTERROGAÇÃO no final ...

Ou seja, na edição americana, a matéria remete à dúvida sobre até quanto a saúde do Presidente Lula pode afetar a campanha da Ministra Dilma. Na tradução de Josias, o cara de pau, ele afirma que a saúde vai afetar!

Josias de Souza de Souza é safado e mau caráter que, aos 46 anos de idade, não conseguiu ser nada mais que um mero repetidor de palavras a mando de seus patrões!

Já disse isso uma vez, em postagem anterior, mas repito:

Parece muito dificil a midia brasileira compreender seu papel. Tratam de dar ênfase mentirosa nas chamadas de matéria com a única finalidade de provocar desconfianças; há, sempre, a deformação enganadora, a incompletude deliberada e subterfúgios no atacado.

***

3 de fev de 2010

BBBIAL, O MESTRE DA BAIXARIA.

***
Há coisas na TV que deveriam estar no vaso sanitário. Big Brother, da Globo, por exemplo.
Apresentado pelo pseudo-intelectual Pedro BBBial, o BBBabaca, está se tornando cada vez mais repugnante aos olhos de pessoas normais.
Cada vez mais apelativo, o programa espera reter o telespectador diante da TV para obter audiência; recheado de pessoas com atrativos apenas físicos, o espetáculo torna-se ridículo e sem graça.
O professor e poeta baiano Antonio Barreto, nascido nas caatingas do sertão baiano, escreveu um cordel à respeito do apresentador BBBial, que reproduzo abaixo:


É um primor este poema. Retrata a verdadeira face da idiotice televisionada num país carente de cultura de boa qualidade.

***

Antonio Barreto é amante da cultura popular, dos livros, da natureza, da poesia; graduado em Letras Vernáculas e pós graduado em Psicopedagogia e Literatura Brasileira.

Conta com mais de cem cordéis publicados além de músicas com temas regionais.

***

Colaborou: Everaldo Sylva

2 de fev de 2010

A MENTIRA DO CORONÉ SERRA.

***

Deve ser desespero.

Ou falta de assessoria.

Ou desespero da assessoria.

O Coroné-candidato Zé Serra deu prá mentir descaradamente, agora.

No sitio da Secretaria de Segurança Pública do estado de São Paulo, na data de hoje, a chamada é para a tendência de diminuição dos índices de criminalidade. Clique aqui para ir ao sitio.

Repare na mentira estampada na reprodução abaixo. Segundo Houaiss, "tendência" é evolução de algo num determinado sentido.

O Coroné-candidato quer nos fazer crer que os índices de criminalidade de São Paulo estão diminuindo e, para isso, utiliza a fraude dos números.
Ele compara dados de períodos muito próximos, por exemplo, apenas os dois últimos trimestres de 2009 e esquece de ampliar a base de cálculo para, aí sim, determinar uma "tendência".
No texto de introdução do resultado da pesquisa trimestral, abusam ainda mais da boa-fé dos paulistas: diz que na Grande São Paulo houve redução de 17,9% nos casos de homicidios dolosos e sublinha, mais adiante, que no interior estes crimes aumentaram em 3,2% no mesmo período.
Ora, a Grande São Paulo não é o estado todo; há mais habitantes no interior que na capital. Porisso, usar este dado, mesmo que provisoriamente verdadeiro, dá a clara sensação de que ele, o Coroné-candidato, está querendo nos fazer de tolos.
Este blog teve a paciência de recolher os dados da própria Secretaria de Segurança para montar uma tabela de evolução do crime no estado de São Paulo. Veja os números abaixo.


Foram incluídas as ocorrências que o SANDÁLIAS DO PIRATA acredita serem relevantes para a montagem do mapa do crime.

Há muitos outros listados no sitio da Secretaria, em relatórios trimestrais acessíveis a qualquer cidadão.Não é dificil perceber que aquilo que o Coroné-candidato chama de "tendência" é exatamente oposto ao que se divulga.

Os números da criminalidade subiram de forma espantosa nos últimos anos, mesmo que alguns deles tenham diminuído, como no caso de roubo a bancos.
No comparativo 2008/2009, trimestre a trimestre, nos 6 crimes listados, apenas um diminuiu. Podem argumentar que este blog optou por relacionar crimes com expressivos aumentos. Podem.
Mas é justo supor que crimes CONTRA A PESSOA, HOMICIDIOS DOLOSOS, LATROCINIOS, ESTUPROS, ROUBOS DE VEICULOS e BANCOS façam parte dos piores pesadêlos que o morador de São Paulo - e do resto do mundo!! - podem vivenciar.
Vejam, por exemplo, a quantidade de ESTUPROS denunciados no estado de SP em 2009:
5.647 pessoas sofreram este tipo de abuso. Geralmente, mulheres (a pesquisa não especifica o sexo). Aumento de mais de +66% em relação ao ano anterior.
71.842 veiculos foram roubados no estado em 2009. Mais de +17% de aumento. Entende-se por roubo quando usa-se violência. O relatório da Secretaria também relaciona furto de veículos, com outros números. Logo, a quantidade é ainda maior.
304 pessoas perderam a vida em assaltos em 2009, no estado de São Paulo, representando aumento de quase +14% em relação a 2008.
O que este blog notou, ao tabular dados desde 2006, usando o mesmo critério de crimes acima listados, é que no ano 2008 houve ligeira redução de alguns crimes, exceto o item ROUBO A BANCO que despencou mais de 40% de 2006 para cá. Entretanto, os números de 2009 deixam claro que o crime recrudesceu no estado mais rico e populoso do Brasil.
Isso, sim, pode ser considerado "tendência".
O entendimento de que o crime é cíclico, ora aumenta, ora diminui, é fundamental para enfrentá-lo. Ele ocorre por várias razões, que os especialistas estudam em busca de soluções.
Usar números parciais, em pequenos intervalos, maquiados; dados de crimes pouco relevantes para a vida do cidadão comum, realçando regiões que mais interessam dentro de um amplo universo, é a cabal demonstração que o Coroné-candidato Zé Serra MENTE.
Enganar o eleitor com mentiras é a prova da incompetência do candidato em começar a resolver o problema - que é grave e está se tornando gravíssimo.
***
Este blog desafia qualquer pessoa a provar, baseada em números corretos, num intervalo de tempo suficiente, que a "tendência" da criminalidade no estado de São Paulo está diminuindo.

***