9 de mai de 2012

A AMEAÇA DE ELIANE.

***
Dona Eliane escreveu em sua coluna de hoje, no Folha.Com, texto bastante revelador à respeito da CPMI do Carlito Cachoeira.

Na verdade, ela está assumindo o papel de porta-voz da velha imprensa, fazendo ameaças ao Congresso Nacional e aos membros da CPMI.

Começa, irônica, referindo-se ao presidente da CPMI, Deputado Federal Vital do Rêgo (PMDB), queixando-se da limitação ao acesso aos documentos do processo pelos demais membros da comissão, inclusive, ao acesso da própria imprensa.

Como dona da verdade, diz que os bons repórteres investigativos (sic) de seu jornal têm, em seu poder, o "material todo" do escândalo, dos esquemas e ramificações de Carlito Cachoeira.


Segue em frente, pretendendo desmoralizar Vital do Rêgo ao afirmar que ele quer esconder algo que é de conhecimento do jornal onde ela trabalha.

A referência ao "arrombamento" é um sinal da colheita de documentos de forma ilegal?

Então, finaliza com a ameaça não só ao presidente da CPMI como a todos os demais membros da comissão que avalia o escândalo da promiscuidade entre a oposição e o "empresário, bicheiro, formador de quadrilha, chantagista, etc", Carlito Cachoeira.


Repare bem, leitor deste blog, que o último parágrafo começa com a partícula "SE". Demonstra o verdadeiro sentido de todo o texto ao impor uma condição. "Se tentar fazer isso, vai bater com a porta na cara (...)".

Dona Eliane está dizendo, em outras palavras, que não tentem jogar a culpa só na oposição. E, por tabela, na velha imprensa, que é quem assumiu a verdadeira oposição no Brasil desde que Lula assumiu seu primeiro mandato.

Diz claramente que jornalistas sabem de tudo e que podem - e vão! - levar adiante denúncias contra membros da própria CPMI. E contra quem se colocar em seu caminho.

É muito provável que a velha imprensa esteja guardando cartas na manga para, no momento oportuno, apresentar suas queixas. Porisso, faz chantagem desde já. Não querem que se denunciem as falcatruas que o jornalismo barato e marrom apronta desde 2003.

Quem não acredita que Folha, Globo, Estadão e veja* não possuem coleção de denúncias, conseguidas por sabe-se lá qual meio, contra este ou aquele, e que podem usá-las no momento em que estiverem acuados?

Conhecemos os métodos desta gente rasteira, bem exemplificado no elo de cachoeira com a revista veja*. Plantar notícias, repercuti-las à exaustão, mesmo sem provas, para saciar a fome da oposição parlamentar meia-boca.

Parece que a briga vai ser boa.
Pela posicionamento de alguns, já dá para perceber que muita sujeira vai aparecer.
Aposto que muito jornalista vai sair queimado da fogueira. Gente conhecida. Resta saber quem.

Para ler a ameaça na íntegra, clique aqui.

***

* Este blogueiro recusa-se a grafar o nome da revista veja com a inicial maiúscula.

***

Nenhum comentário: