27 de fev de 2009

AMEAÇAS DE MORTE E EXCOMUNHÃO

Padre e deputado Luiz Couto


Desde que presidiu a Comissão de Direitos Humanos da Câmara, e passou a integrar o grupo parlamentar que investiga redes de exploração sexual de crianças e adolescentes associadas ao narcotráfico, o Deputado Federal Luiz Couto (PT-PB) está sendo ameaçado de morte por assassinos profissionais.

Segundo a FOLHAONLINE, "a partir do momento que perceberam [os envolvidos em irregularidades] que as investigações eram sérias e que nós não abandonaríamos o nosso objetivo, as ameaças começaram", disse Couto.
A Polícia Federal está no caso, e deve oferecer proteção a ele e, também, ao Deputado Federal Fernando Ferro (PT-PE), que participou da mesma Comissão.

Couto também está sendo perseguido pela Igreja Católica, que o acusa de defender o uso de preservativo e dos direitos a homossexuais; ele ainda é a favor do casamento de sacerdotes católicos.

Porisso, o Arcebispo metropolitano da Paraíba, dom Aldo Pagotto, suspendeu as funções do sacerdote enquanto ele não se retratar publicamente perante a Igreja Católica.
"Não posso permitir que o sacerdote, embora parlamentar, assumindo essas posições continue a fazê-lo [celebrar missas] sem retratar-se das afirmações que contrariam diametralmente o magistério oficial da igreja", disse Pagotto à FOLHA.

É notório o posicionamento político da Igreja neste caso.

Dom Aldo Pagotto, durante o processo de cassação do Governador Cássio Cunha Lima (PSDB), manifestou solidariedade ao tucano. Agora, volta-se contra um parlamentar do PT sob suas ordens, como é o caso do Padre Luiz Couto.

"Nós sabemos que o PT tem como programa essas posições, exceto a do celibato. Mas pelo menos a questão do profilático --o presidente Lula distribuiu a rodo camisinhas no Carnaval--, a questão da discriminação homoafetiva, isso também é programa que está dentro do PT. É sabido. Eu não estou julgando, mas sugere sua posição como coincidente como programa do PT", disse o arcebispo.

Pelo visto, o padre-parlamentar está numa situação muito delicada.

De um lado, assassinos prometem matá-lo por seus atos de investigar redes criminosas; por outro, a Igreja pretende excomungá-lo por suas idéias. Não sei qual das duas situações é pior para um homem como ele.

Minha solidariedade ao Padre Luiz Couto.
Por enfrentar os grupos que não aceitam a verdade.

***

26 de fev de 2009

Capitalismo Flex



De acordo à agência de notícias France Press, o presidente dos Estados Unidos, Barack Hussein Obama, declarou que sua administração estuda a elaboração de um "código de conduta" para o setor financeiro americano.

Ele argumenta que as normas em vigor são do "século XX", portanto, defasadas.

Ao inteferir na economia mundial, o novo presidente dos EUA estará criando o Capitalismo Flex, ou seja, uma forma de intervenção no mercado capitalista, no mais velho estilo Marxista.

Quem quiser, escolhe o que achar melhor!

A desculpa de Obama é que "... mercados financeiros fortes devem ter um código de conduta claro, que proteja o consumidor e o investidor, e que não atrapalhe as instituições financeiras para, no final, manter estas instituições financeiras mais fortes."

É só despejar bilhões de dólares em empresas e bancos em dificuldades e esperar pela nova crise, que certamente, virá. A economia de mercado, conforme o pensamento da Escola de Chicago, prevê que o mercado pode tudo, desde que os governos sustentem a quebradeira depois.
É o que Obama está fazendo.

Enquanto isso, os lucros foram privatizados, e os prejuízos, socializados.

***

24 de fev de 2009

As relações incestuosas da mídia com o poder

.
***
.
Li no blog do Altamiro Borges que alguns personagens que frequentam as telas da televisão, e as páginas de jornais, mantém relações estreitas com certos agentes da política do Brasil.
.
Nem é preciso dizer que são entes da direita brasileira.
Nem é preciso dizer que são seres que se fazem passar por pessoas honradas, que acreditam que possuem credibilidade para despejar suas opiniões absurdas como se fossem verdades.
.
São os Manés da imprensa mais comprometida do planeta, que perdem, a cada fala, a cada coluna, o resto de credibilidade que possuem. Afundam-se na canalhice de seus interesses particulares, passando por cima da opinião pública. E esquecem que o povo não é burro!
.
São as relações incestuosas da mídia com o poder. Ei-las:
.
- Suzana Villas Boas é assessora do governador e Coroné Zé Serra. É, também, por acaso, esposa do cineasta Arnaldo Jabor ... ele, nas colunas do Jornal da Globo, gosta de falar do presidente Lula, e, com certeza, não conversa de política com a esposa. É um Mané!
.
- Elmar Moreira é casado com Ana Leitão. Por acaso, ele é irmão de Edmar Moreira, aquele deputado do DEM dono de um castelo em Minas Gerais. Ela, também por acaso, é irmã de Miriam Leitão, aquela colunista da GloboNews que pretende saber de tudo de economia e política, mas nunca pediu à irmãzinha querida que abrisse as portas do castelo do cunhado para um tour ... É uma Mané!
.
- Marcelo Frisoni foi candidato derrotado, pelo PP de Maluf, à Câmara Municipal de São Paulo. Teve 4.672 votos. É o namorado derrotado de Ana Maria Braga (desculpem, mas para ser namorado da Ana Ameba Brega, como diz José Simão, o cara já nasceu derrotado!). Acaba de ganhar um cargo na administração de Gilberto Kassab, será coordenador da Secretaria de Modernização do Município. Está sendo cobrado em juízo pelo não pagamento de pensão alimentícia de dois filhos do casamento anterior. Ana Maria Braga é uma Mané. Por existir!
.
É.
Essa gente acha que sua audiência está em alta.
Fico imaginando o que passa pela cabecinha deles quando fazem uma reunião de pauta.
Sempre o mesmo assunto, sempre os mesmos ataques ao presidente Lula e ao governo do PT.
O pior de tudo é que eles tem muito mau gosto, tanto para as pautas, quanto para a escolha de seus parceiros.
.
***

19 de fev de 2009

O Boçal


Só podia ser da Folha. É atual editor do caderno de economia. Morou em Londres, mas, pelo jeito de escrever, não aprendeu nada com o jornalismo europeu.
Seu nome é Sérgio Malbergier. Seu e-mail é smalberg@uol.com.br

Li sua pensata de 19/02 (clique aqui para ler) cujo título é O Ultrapresidencialismo de Lula*.

Me deparei com mentiras, ofensas, invencionices e mau humor. Suporto tudo da imprensa mais comprometida do planeta, menos o mau humor. E este parece ser o mal dos jornalistas da Folha.

Esse moço pretende convencer seus leitores que a lógica política brasileira, hoje, é o total controle do Congresso Nacional pelo Poder Executivo, comandado por Lula. Quer, ainda, nos fazer acreditar que o Congresso comandado pelo PMDB deixa o país refém da intuição de Lula; finge não acreditar que a popularidade do presidente é alta, e se baseia em segredos que só ele conhece ao afirmar que o lulismo desarrumou a ordem politico-partidária.

Tudo isso é repetitivamente cansativo. Boa parte da imprensa mais comprometida do planeta despeja todos os dias na cara de seus leitores a mesma ladainha. Talvez confiem que as pessoas acreditam em suas mentiras.

Mas, como disse antes, é o mau humor que incomoda.

O texto de Sérgio Malbergier começa com a frase A explosiva popularidade do presidente Lula é o último prego no caixão do sistema político brasileiro. e termina com ... nesse ultrapresidencialismo que é o principal legado político de Lula, último fruto podre da ordinária podridão partidária.

Ora, posso concluir, então, que a explosiva popularidade de Lula é composta de pessoas que nada sabem, que nada sentem e que nada sofrem. Talvez ele queira dizer que só os jornalistas é que sabem, sentem e sofrem. Ou, quem sabe, esteja divagando em pensamentos íntimos, individuais e partidários, num egoísmo que o impede de acreditar que a grande maioria dos brasileiros está de acôrdo às políticas do Presidente da República. (Enquanto escrevo, é possível que a taxa de aprovação de Lula já tenha ultrapassado os 84% ...)

Tivesse, o Sr. Malbergier, aprendido com a imprensa inglesa séria, saberia se posicionar diante de fatos como este: o povo acredita no Presidente Lula!
Mas deve ter preferido aprender com os tablóides ... que, via de regra, são mentirosos, sensacionalistas e baratos. Mas com muito mais bom humor que os textos deste jornalista.

Uma pena. Poderiam ocupar os espaços com coisas mais interessantes e menos tediosas.

As mentiras que publicam na Folha, por mãos comprometidas como as do Sr. Malbergier, não surtem o efeito desejado. Estão cavando a própria cova na parte mais vil do latifúndio. Já estão marcados na história do jornalismo brasileiro com a cor marrom!

Para terminar – hoje começa o Carnaval em Salvador, e as ruas estarão recheadas de gente bem humorada:
O neointervencionismo econômico, obra de G.W.Bush, terá a medida que os países ricos puderem gastar. Foram eles os que arrombaram as portas do mercado para saqueá-lo, não foi Lula, nem o Partido dos Trabalhadores.

O Congresso Nacional Brasileiro está repleto de eleitos; cada um de seus membros foi escolhido através de eleições limpas, muitos deles apoiados pela grande (e comprometida) imprensa brasileira. Ele reflete a cara do país. Ele é você!

***

Quanto ao título da postagem, O Boçal.

Segundo Houaiss :
adjetivo e substantivo de dois gêneros
1. Diacronismo: antigo. referente a ou escravo negro recém-chegado da África, que ainda não falava o português.
2. Derivação: por extensão de sentido. que ou aquele que é falto de cultura; ignorante, rude, tosco, que ou aquele que é desprovido de inteligência, sensibilidade, sentimentos humanos; besta, estúpido, tapado.

Pincei a palavra da frase que o Sr. Malbergier fala de Lula:
O sucesso parece muitas vezes ter lhe subido à cabeça, mas sua boçalidade tão brasileira encanta as multidões, com quem o diálogo é visceral, muito além do ultrapassado discurso político.

O leitor que decida a respeito de quem estou falando.
***

14 de fev de 2009

(mais da) CRISE

***

O mês de fevereiro está mostrando que o país não começa o ano depois do Carnaval.

Indicadores econômicos começam a mostrar os números da virada do ano, e são animadores.

Aqueles que acreditavam que a retomada do crescimento aconteceria só no segundo semestre, podem rever suas previsões.

Aqueles - leia-se, oposição - que acreditavam que a crise se aprofundaria durante todo o ano de 2009, podem começar a se lamentar!

As demissões, tão alardeadas pela imprensa mais comprometidas do planeta, diminuem o ritmo; a insegurança de algumas empresas tem resultado em dispensa de trabalhadores, principalmente nos centros mais industrializados do país, mas há setores da economia que apresentam franco crescimento. O turismo, por exemplo.

Hotéis do Rio de Janeiro e Salvador registram alta na quantidade de reservas para o Carnaval. É sinal de que a crise não é tão intensa e nem duradoura; as vendas de viagens para cruzeiros marítimos, também, apresenta um crescimento como nunca antes registrado. As pessoas reais pretendem viajar no Carnaval, e isso é tão positivo que a imprensa não registra. Basta checar os dados da ABAV.

A indústria automobilística, também, sempre a primeira a gritar quando as vendas diminuem, registrou alta nas vendas de carros em Janeiro, em relação a Dezembro. O comércio de carros usados também cresceu, demonstrando que o consumidor está confiante no desempenho da economia.

***

Empresários de todos os setores ganharam muito dinheiro durante os dois últimos anos, e acumularam gordura para períodos de baixa. Nada mais coerente que estejam revendo suas planilhas de investimentos, no momento que a Europa e os EUA atravessam momentos delicados. Mas não são burros. De jeito nenhum! 

Sabem que o custo da recontratação de pessoal é altíssimo e os fará perder competitividade. Porisso, as empresas que estão demitindo neste período são aquelas que mais podem fazer barulho, que tem mais visibilidade. Conseguem, assim, condições mais favoráveis para comercialização de seus produtos como, diminuição de carga tributária, acordos sindicais e tarifas de importação reduzidas. É a regra do jogo.

Na outra ponta, o governo está se comportando como deve, atento às reais necessidades de cada setor, e concedendo benefícios específicos para conter o desemprego. É tudo o que um governo popular pode querer. Emprego e renda. E sabem, os ministros da área econômica, que metade da grita é de mentirinha!

***

Enquanto isso a oposição esperneia contra o governo do PT, que reuniu mais de 400 prefeitos do Brasil inteiro e recebeu apoio maciço do executivo municipal. 
Reclamam - e prometem entrar no STF - de umas fotografias que teriam sido produzidas com a imagem de prefeitos que supostamente seriam "montadas" com imagens de Lula e Dilma Rousseff.

O Photoshop faz milagres!
E alguns acreditam que este milagre vai vencer as eleições de 2.010!

***

5 de fev de 2009

Quem é o PMDB?

Congresso Nacional - Brasilia
foto: Augusto C. B. Areal
.
Foram eleitos os presidentes da Câmara e do Senado Federal. Michel Temer e José Sarney, respectivamente. Ambos do PMDB.
Um, Temer, pode ser considerado como PMDB Tucano, pelas ligações com o partido do candidato a Presidência, Coroné José Serra; outro, Sarney, está mais para um PMDB Lulista. Nunca escondeu de ninguém sua admiração pelo presidente mais popular da história do Brasil.
.
As duas presidências na mão do maior partido do país tem um simbolismo peculiar, e especial: eles estarão presidentes das casas durante a campanha eleitoral de 2010, onde Lula não será candidato, mas indicará e apoiará alguém. Provavelmente, Dilma Rousseff, concorrendo contra o Coroné Serra, que está em franca campanha desde já, e figura nas pesquisas em 1o lugar.
.
De que lado estará o PMDB em 2010?
.
Tudo indica que a popularidade do Presidente Luis Inácio continuará alta, até alcançar seu teto. Apesar da crise internacional, a população reconhece que Lula não é o responsável pela crise, e que está tomando as medidas necessárias - e possíveis - para contê-la, tendo o emprego como foco principal. É isso que se extrai da pesquisa CNI/Sensus desta semana, onde o governo é aprovado por 72% da população e Lula, por incríveis 84%.
.
Todos sabemos da disposição do PMDB de estar sempre remando à favor do governo, seja ele qual for; a grande força do partido está na quantidade de parlamentares que consegue eleger a cada pleito, mas nunca revela um nome sério e competente, capaz de aglutinar as diversas correntes do partido, para concorrer a cargos majoritários pela legenda.
.
Vista aérea do Palácio do Planalto - Brasilia
foto: Augusto C. B. Areal
.
Logo, é de se supor que estarão ao lado do(a) candidato(a) que Lula e o PT indicarem.
A estratégia de Lula, ao nomear Geddel e Jobim para ministérios, ao apoiar as candidaturas dos governadores Cabral e Hartung, e do prefeito Eduardo Paes, praticamente amarra o partido para a campanha de 2010, deixando pouco espaço de manobra para o Coroné Zé Serra.
.
Se Temer optar pelo PSDB, será engolido pelo resto do partido.
Não resta outra opção a não ser estar ao lado do(a) candidato(a) do PT.
E com enormes possibilidades de vitória, já que a soma dos horários de propaganda de TV será estupidamente favorável à aliança PT/PMDB.
.
Lula sabe disso.
Sabe também que tem capacidade e humildade para levar o país a um estado de feel-good (sentir-se bem) em 2010 quando, certamente, teremos ultraparassado a crise internacional e voltaremos aos bons ventos do crescimento e da repartição de renda.
.
Não será um milagre. Milagres não existem.
Será pura obra de um nordestino, pobre, negro, que bebe cachaça, gosta de futebol e não teve oportunidade de terminar os estudos, mas que é apaixonado pelo Brasil.
Como eu. Como Você!
***

3 de fev de 2009

Educação: a marca do governo





O Ministro da Educação, Fernando Haddad (foto abaixo), Professor do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), recebeu autorização de Lula para enviar proposta ao Congresso Nacional para reduzir a obrigatoriedade escolar.


Hoje, o sistema educacional prevê que a idade escolar está na faixa dos 7 aos 14 anos. O Ministro pretende que a idade seja fixada entre 4 e 17 anos.


Isso representaria um avanço expressivo no modelo educacional brasileiro, e colocaria este governo numa posição espetacular em relação à educação, já que milhares de crianças passariam a ter acesso constitucional a escolas públicas.

Este avanço só será possivel com grandes investimentos. O que sempre foi cobrado do governo. Lula já autorizou aumento de 9 bilhões de reais no orçamento do Ministério da Educação.



O Ministro acredita que, com a mudança demográfica da população, as mulheres estão tendo cada vez menos filhos e começa a diminuir a quantidade de brasileiros entre 0 e 17 anos, o qe permitirá um substancial incremento na política educacional brasileira.

Havendo menos crianças e adolescentes, a medida passa a ser viável. O grande entrave será a concordância de governadores e prefeitos com a medida, visto que boa parte das escolas públicas estão nas esferas estadual e municipal.

Mas o passo já foi dado. E a população deverá acompanhar a mudança que só a beneficia, apesar de parte da mídia (a mais comprometida do planeta) achar que é uma medida eleitoreira.

Seja como for, a Educação está recebendo a devida atenção por parte deste governo. Um pouco atrasado, é verdade, mas sempre a tempo.

DE VOLTA


Retorno ao mundo real depois de breve período longe do computador, e vejo que nova pesquisa de satisfação, encomendada pela CNI/Ibope registra significativo aumento na popularidade do Presidente Luis Inácio.
.
Nem poderia ser diferente.
.
O diretor de relações institucionais da CNI, Marco Antonio Guarita, avalia que a crise conseguiu aumentar ainda mais a popularidade de Lula.
.
Ainda ouço - cada vez mais raro, é verdade - aqui e ali alguém descontente. Provavelmente saudosistas de governos anteriores que apostavam suas fichas na crise internacional.
Agora, estes perderam suas referências já que nem com a midia martelando na cabeça dos brasileiros, diariamente, que o Brasil está quebrado, a maioria do povo vê no Presidente o líder que querem ter.
.
Me sinto satisfeito e recompensado.
.
Em parte por ter acreditado em Luis Inácio desde o início; por ter declarado que os rumos deste pais estavam sendo conduzidos pelo grupo certo de pessoas. Ainda, por acreditar que há muito a ser feito, e que, por obra deste operário barbudo, o Brasil começou a mudar!
***
Outro dia, num debate, alguém disse que essas pesquisas eram feitas com gente que recebe o bolsa-família.
.
Mandei essa pessoa ir ver se eu estava na esquina, na companhia de mais de 150 milhões de brasileiros!
.
Obrigado, Luis Inácio!