10 de jun de 2009

O orgasmo da Folha.

***

Finalmente, passados 7 anos desde a primeira posse do presidente Luis Inácio, a Folha (tu)canalha de São Paulo expressou seu orgasmo jornalístico.

Decretou a recessão no Brasil!

Usando um texto baseado na regra mais universalmente adotada, como diz a matéria de capa, esta quarta-feira, 10 e Junho de 2009, é um marco histórico para o jornal.

Segundo o dono do periódico, dois trimestres consecutivos de queda no PIB (...) significam que o Brasil entrou em recessão.

Parabéns à Folha!

Usou uma técnica muito conhecida do jornalismo rasteiro, de esgoto. Classificar, utilizando-se de expediente baixo, um momento particular e passageiro da economia para dizer que o país está enfrentando problemas.

Não cola. Já saimos da recessão e estamos em franco crescimento. Aliás, a recessão nem foi percebida na última pesquisa de avaliação do governo, que obteve índices recordes de popularidade.

Fecharemos o ano no azul, com números superiores ao crescimento do resto do mundo.
Tudo indica que estamos no rumo correto, para desespero da imprensa mais comprometida do planeta.

A Folha (tu)canalha de São Paulo, porta voz do Coroné Zé Serra, seu candidato a presidente da República, atingiu o delírio orgásmico ao publicar esta capa, acima reproduzida. O gozo de prazer deve ter sido espetacular. Mas, assim como o decréscimo do PIB, momentâneo e passageiro.

Folha: de rabo preso ao rabo dos outros ratos !

***

Um comentário:

ORGASMO VIRTUAL disse...

No caderno economia de hoje, desta mesma folha, Fernando Sampaio escreve:aumenta a chance de a economia não se retrair em 2009.
Vai entender essa gente ...