19 de ago de 2009

As batatas quentes.

Plenário do Conselho de Ética do Senado Federal arquivou, hoje, todas as 11 ações movidas contra o presidente da casa, José Sarney.
Todas movidas pela oposição.
Todas baseadas em recortes de jornal.
Todas com um forte sabor de ranço.
É evidente a manobra da oposição para se "apropriar" do Senado; a tentativa de derrubar José Sarney visava unicamente o empossamento do vice-presidente do Senado, Marcondes Perillo, tucano de carteirinha.
Não fosse essa a intenção, PSDB/PFL não se empenhariam tanto em derrubar uma liderança eleita com seus votos. Sim. José Sarney só se elegeu presidente do Senado com os votos da oposição que, misteriosamente, só agora descobre no ex-presidente da República um tirano editor de atos secretos!
Quanta ingenuidade!
E pensar que o lider tucano abestalhado Arthur Virgilio também corria risco de perder o mandato, porisso PSDB/PFL só gritavam forte quando uma câmera de TV estivesse ligada ...

Vamos combinar: essa oposição pode ser mestre em jogar batatas quentes no colo do governo, contando com a ajuda da imprensa mais comprometida do planeta.
Mas, na hora da verdade, não sobra ninguém do PSDB/PFL que tenha moral - ou vergonha na cara - para apontar o dedo contra alguém!

E mais: este blog deseja ao senador Flavio Arns (PT-PR) boa sorte após sua saída do Partido dos Trabalhadores. Quem sabe uma legenda mais à direita possa acolhê-lo com mais receptividade.

É preciso entendermos, de uma vez por todas, que enquanto formos pautados pela midia canalha deste país, a imagem de pessoas que pretendem nos alavancar rumo ao desenvolvimento será, invariavelmente, arranhada.

Vide a campanha contra Dilma Rousseff, tratada como criminosa terrorista, acusada por um documento comprovadamente falso e, agora, colocada contra a parede pela ex-secretária da Receita Federal que lembra a cor da roupa da ministra, mas não lembra a data da suposta reunião em seu gabinete.

Cabe a nós, que não acreditamos nas mentiras que tentam plantar diariamente nas TVs e jornais de grande circulação, denunciarmos a sujeira que se está tentando lançar sobre o partido que vai levar este país ao século XXI.

Só para relembrar: do lider do PFL do Senado, Luis Eduardo Magalhães, no episódio da compra de votos para aprovação da emenda da reeleição de FHC, em seu gabinete, na presença de dois deputados de seu partido acusados de receberem 200 mil reais:
Alguém duvida que estes senhores não receberam este dinheiro para votar à favor?

É a cara do partido que mandou neste país nas últimas 50 décadas!
***

Nenhum comentário: