4 de ago de 2009

Atrás das cortinas não há fumaça.

***
A pobreza está diminuindo no Brasil. A desigualdade, também.
É isso que mostra o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), nesta terça feira, no estudo Desigualdade e Pobreza no Brasil Metropolitano Durante a Crise Internacional: Primeiros Resultados. Clique aqui para ler toda a pesquisa, em .pdf .
Ao contrário de outros períodos de crise econômica (1982/83, 1989/90 e 1998/99), desta vez, sob comando da equipe de Luis Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores, houve redução do empobrecimento desde o início da crise internacional.
Em todas as regiões metropolitanas pesquisadas a pobreza diminuiu. Veja no gráfico abaixo.


De março de 2002 (42,5%) ao mês de junho de 2009 (31,1%), a taxa de pobreza caiu 26,8%. Em termos absolutos, nota-se a saída da condição de pobreza de 4 milhões de brasileiros, de 18,5 milhões de pessoas em março de 2002 para 14,5 milhões em junho de 2009.
É um dado histórico e relevante. Significa que estamos no rumo certo, pelo menos, do ponto de vista dos brasileiros comuns, dos cidadãos que trabalham, que saem às ruas em busca de oportunidades, que compram, que sonham com um futuro melhor para seus filhos.

A CORTINA
Um certo jornalista de nome José Guzzo, conselheiro do Grupo Abril, disse:
"Não quer dizer que jornalistas sejam pessoas melhores que quaisquer outras... Quer dizer, apenas, que mentem menos, e isso conta, quando se considera o trabalho que fazem".
Com conselheiros assim é normal que o capo Civita tenha chegado onde chegou. Tão perto do esgoto.
Teria saído de sua cabeça calva a crença de que jornalistas mentem menos? Ou terá sido uma revelação divina; quem sabe, a ciência identificou um gene diferente no DNA dos jornalistas ...
Pessoas comprometidas até o pescoço com interesses inconfessáveis, com as mais imundas mentiras e calúnias, são as que servem de escudo aos manipuladores de opinião. Grande parte da midia brasileira serve de cortina para ocultar mentes desonestas que acreditam fazer um trabalho importante.
A FUMAÇA
Existe uma turma que finge não saber ler as pesquisas. São poucos, é verdade, mas fazem barulho. É a turma que está preparando pesquisas de popularidade tanto de Lula quanto de Dilma; estão assando no forno da mediocridade um golpe contra aqueles que estão fazendo o país dar certo. Em breve, institutos famosos divulgarão que Lula já não é tão popular ...
O "escândalo do Senado" está sendo uma ótima oportunidade para que se crie uma imagem negativa do governo Lula.
A "pandemia" de gripe suína, também.
Repetidas vezes, nos jornais e tevês, ouve-se o coro dos editores-chefe bradando os males que estamos sofrendo. Homens públicos atirados aos lobos; acusações de todos os lados sem chance de defesa.
E mentiras. Muitas mentiras. Mas, felizmente, a credibilidade dos órgãos de imprensa está se aproximando cada vez mais do nivel do chão. As redações dos jornais estão se transformando num enorme depósito de ratos. Com os rabos presos uns aos outros.
Atrás das cortinas não há fumaça.
É isso que mostra a pesquisa IPEA. Que, em breve, seremos a quinta economia do planeta.
***

Nenhum comentário: