16 de set de 2012

EJACULAÇÃO IMORAL.

***

O regozijo quase ejaculatório da velha midia noticiando o dia-a-dia do Supremo Tribunal Federal na Ação Penal 470, vulgo "mensalão", confirma o que já estamos carecas de saber: o jornalismo rasteiro do Brasil é a única forma de oposição política nos tempos do Partido dos Trabalhadores!

Esta tese está claramente demonstrada diante do atual quadro eleitoral, onde a oposição consegue vitórias - apertadas - pontuais e perde espaço mesmo com o bombardeio de notícias contra tudo o que remete a Lula, Dilma e o PT.

A sede de destruição do que foi conquistado na última década, leia-se, geração de emprego com distribuição de renda, leva ao contra senso de tratar o eleitor como intelectualmente incapaz somente quando este elege os partidos não-alinhados com o atraso.

Para ser claro: para a imprensa, quem não vota em demo-tucano é burro!

A imoralidade de certos veículos de comunicação abusa da mentira e da ironia, mesmo sabendo que seus leitores, cada vez mais escassos, não decidem seu voto baseado em suas reportagens.

Dois bons exemplos são a edição de hoje da revista veja* e a coluna de Josias da folha*.
Não vou comentar sobre o conteúdo da veja* por julgá-lo perda de tempo.
Sobre a coluna de Josias, o simpático sujeito da imagem ao lado, deixei mensagem em sua página virtual, como se pode ler na montagem.

Seu texto, numa tentativa irônica de ser bem humorado, pretende que o sistema carcerário deva ser melhor equipado para receber políticos e empreiteiros que serão condenados pelo STF, para oferecer mais conforto aos ilustres prisioneiros do colarinho branco.

O ejaculador imoral da folha* quer nos fazer acreditar na santidade da oposição; nunca antes na história deste país o risco de condenação de políticos foi tão passível de ocorrer mas, esqueceu-se o ejaculador de lembrar que seus parceiros - políticos, jornalistas e anunciantes - também poderão acabar atrás das grades. O precedente aberto pelo STF de J. Barbosa não será capaz de poupar outros atores da corrupção.

Ou será? O tamanho do corporativismo e do poder da velha é midia seria tão mais forte que a jurisprudência criada pelo STF?
Ou a oposição e o jornalismo brasileiros não são corruptos, corruptores e imorais?

Quando sua hora chegar, os ejaculadores de hoje talvez precisem usar fraldas de incontinentes...

***

* Este blogueiro recusa-se a grafar os nomes dos jornais folha, globo e estadão, e da revista veja, com as iniciais maiúsculas.

***

Nenhum comentário: