12 de jun de 2010

COMPROMISSOS DA OPOSIÇÃO.

***
A direita brasileira oficializou hoje seu candidato a Presidência da República.

Serra, como já se sabia.

Suas propostas, caso eleito, são vagas. Não tiveram coragem de dizer que pretendem acabar com PAC, mas disseram no programa do PPS, quinta-feira passada, que o PAC é o resultado de uma mentira repetidas várias vezes.

Não tiveram coragem de assumir que pretendem acabar com o Bolsa-Familia e outros programas sociais, mas, a boca pequena, espalham que é um programa assistencialista.

Quanto a educação, Serra propõe a segregação. Diz que não se pode dividir o país entre ricos e pobres, mas afirmou, no mesmo programa do PPS, que pretende implantar "... uma educação em que o filho do pobre frequente uma escola tão boa quanto a do filho do rico ...". Não a mesma escola, mas outra!

Na festa de lançamento de sua candidatura, o candidato Serra disse ter tido mais de 80 milhões de votos em sua vida pública. 80 milhões? Sim, somadas todas as eleições que participou! Será que pensa que somos todos idiotas?

A pena é que a oposição é tão pequena e frágil que pode ser derrotada ainda no primeiro turno. Como disse em outra postagem, é ruim para a democracia. O ideal seria termos outro candidato, igualmente progressista, como Dilma, para deixar o eleitor em dúvida. A escolha do Presidente da República deveria ser um exercício de cidadania, com a decisão entre dois ou mais candidatos que pretendem levar o país para o desenvolvimento.

Do jeito que está, só uma candidata quer. O outro, nem sonha com o progresso. Pelo menos, para a maioria do povo.

***

Nenhum comentário: