9 de jun de 2010

O VERDADEIRO TERRORISMO.

***
Na manhã de 12 de Julho de 2007, dois helicópteros Apache norteamericanos, usando canhões de 30mm, assassinaram uma dúzia de pessoas indefesas num subúrbio do Iraque.

Duas crianças também foram executadas.

O comando militar americano acusou os mortos de serem "insurgentes".

Entre as vítimas estavam dois funcionários da Reuters, Saeed Chmagh e Namir Noor-Eldeen.

Saeed tinha 40 anos e era motorista e assistente da Reuters. Deixou esposa e 4 filhos.

Namir tinha 22 anos, era de uma família de jornalistas e considerado em dos melhores fotógrafos no Iraque.

A sequência de imagens abaixo foi retirada do video produzido de dentro de um dos helicópteros, e tornado público pela WIKILEAKS, que resguarda seu direito de não divulgar a fonte que o forneceu. O governo dos EUA nunca liberou estas imagens.

Clique nas imagens para ampliá-las.




Um porta-voz do Comando Militar americano no Iraque disse, após o massacre:
"...não há dúvidas de que as forças da coalisão estavam claramente engajadas nas operações de combate contra forças hostis ..."

A Agência Reuters requereu abertura de investigação sobre o episódio. Autoridades militares norteamericanas concluiram que as ações dos soldados e pilotos envolvidos estavam de acordo à lei e às normas.

O Major Brent Cummings, do Exército dos EUA, declarou ao The Washington Post que nenhum civil foi morto deliberadamente; que tomaram todos os cuidados de prevenção. Disse ter sabido que duas crianças foram atingidas, mas que não sabe como isso aconteceu.

***

Algumas pessoas se espantam com o sentimento anti-americano que existe ao redor do mundo. Não apenas no mundo islâmico, mas aqui mesmo, na América Latina.

O comportamento animalesco e totalmente irracional dos funcionários do governo dos EUA provocam o ódio e as reações são inevitáveis.

Sem qualquer escrúpulo ou civilidade, militares super armados tripudiam diante de homens e crianças tombados por suas balas mortíferas; riem da morte alheia como se fossem imortais.

Este blog deseja longa vida aos militares envolvidos na chacina covarde que as imagens nos mostram. Vida longa para que seus corpos sofram as piores dores e que terminem com as entranhas secas, tão secas quanto seus cérebros, e que a dor em seus corpos moribundos perdure por muitos dias. E, mesmo assim, terá sido pouco diante do sofrimento provocado aos inocentes.

Um homem-bomba, pelo menos, é um homem!

***

This blogger wish long life to the troops involved in this coward murder. Long life to their bodies suffer the worst pain and ending dry, as your brains, pain on you bastards for many many days. And be glad because even this is little in face of the suffering caused to innocents.

A bomb-man at least is a man! You're less than a piece of shit!

***

Um comentário:

VERA disse...

JÚLIO,
Creio na lei a atração, em que tudo o que fazemos, de bom ou de ruim, um dia volta para a gente, por isso, estou certa de que seu "desejo" aos soldados assassinos estadunidenses se concretizará!