26 de jul de 2010

AS MULHERES E A ARMADILHA.


***
ONDE ESTÁ A DIFERENÇA NAS PESQUISAS VOX POPULI E DATAFOLHA
.
A diferença entre os resultados dos Institutos Datafolha e Vox Populi são enormes e, desconsiderando a possibilidade de algum tipo de fraude intencional, alguns números podem expressar a realidade.
O voto feminino.

O Datafolha faz sua pesquisa, basicamente, pelo telefone e em pontos de movimento de transeuntes, enquanto o Vox Populi sai a campo em busca de entrevistas, inclusive, nas residências. Pode estar aí a armadilha dos números. Talvez seja a intenção do Datafolha usar esta metodologia para obter um resultado desejado; a depender de como se formulam as perguntas e de como é escolhido o campo de trabalho, o resultado vai variar.

No Datafolha, o voto das mulheres é oito pontos percentuais maior para Serra. No Vox Populi, a diferença praticamente não existe. Provavelmente, ao atingir as "donas de casa", o Vox alcança mais amplitude e veracidade da situação de momento, pois as "donas de casa" também votam e são em número bastante expressivo!

Outro fator relevante na análise do voto feminino é o voto das mulheres em Marina Silva. A maioria das mulheres que a escolhem como candidata preferida são pessoas das classes A e B. As mulheres das classes C e D ainda não se manifestaram ou não foram ouvidas. Estas, por fazerem parte da camada da população atendida pelos programas sociais do governo, deverão votar em massa na candidata de Lula.

O esforço da oposição, para tentar anular esta condição, deverá se basear na união entre Serra e Marina. Um fará afagos no outro; ambos atacarão Dilma. Esta é a chance para levarem a eleição para o segundo turno.

Além desta constatação, é possivel afirmar que o empate técnico do Datafolha é favorável à candidata do Partido dos Trabalhadores, Dilma Rousseff.

Isto porque, ao observar que a maioria dos entrevistados deste Instituto acredita que Dilma vencerá as eleições, pode-se entender que a campanha do PT está sendo mais eficiente, mais visivel, mais barulhenta do ponto de vista da percepção do eleitor.

E, ainda, aqueles que acreditam que a transferência de votos do Presidente Lula para sua candidata já atingiu seu limite, estão enganados. Isto deverá acontecer com maior intensidade quando começar a propaganda no rádio e na TV.

Portanto, mesmo com o Datafolha tentando empatar os candidatos; por maior que seja o esforço da midia em colocar seu candidato como favorito, sabemos que Dilma Rousseff tem chances reais de vitória até com certa margem de tranquilidade. Hoje, parece nitida a reeleição do PT para o cargo máximo do executivo federal.

E pensar que em Janeiro deste ano jornais publicaram matérias apontando a possibilidade de vitória da oposição, de Serra, no primeiro turno. Pretendiam que ele estivesse em vantagem depois da Copa do Mundo de Futebol. Deram com os burros n'água!

E terão que engolir mais 4 ... ou 8 ... anos de governo que gera renda e a distribui.
***

Nenhum comentário: